Chernobyl: O que é verdade e o que foi inventado na série

Chernobyl: O que é verdade e o que foi inventado na série

Felipe Felipe 23 mar 2020

Assistir séries é algo que faz parte da rotina da maioria das pessoas ao redor de todo o mundo, principalmente os jovens, que costumam assinar diversos programas de streaming para poder ficar em dia com suas séries sem maiores problemas.

Dentro desse mundo das séries podemos citar algumas obras que possuem uma temática real, ou seja, são inspiradas em fatos e histórias reais, o que pode ser algo legal ou ao mesmo tempo pode ser algo extremamente assustador.

Isso porque no caso de algumas séries pode não ser possível saber exatamente o que é real e o que é inventado na história, principalmente se a cinematografia é muito realística. E esse é exatamente o caso de Chernobyl, a série da HBO que está dando o que falar.

Portanto, vamos ver agora o que é real e o que é inventado na série da HBO que vem se tornando cada vez mais famosa e, ao mesmo tempo, assustando cada vez mais pessoas.

Receba Novidades

O suicídio de Valery Legasov

A primeira cena que vemos ao começarmos a série é tudo o que antecede o suicídio de Valery Legasov, um dos cientistas que atuaram no desastre para contenção. Na série, ele se suicida na exata hora e dia em que o desastre ocorreu, porém, o suicídio ocorre dois anos depois da data.

Na vida real o cientista realmente se suicidou dois anos depois do desastre, ou seja, no mesmo dia. O diretor da série não sabe se o cientista se suicidou no mesmo horário do desastre, mas preferiu adicionar isso à série, mostrando a hora no relógio, para deixar a história ainda mais impactante.

Portanto, essa é uma semiverdade presente na série. O cientista realmente se suicidou, mas não é possível saber se ele se suicidou no horário indicado no episódio.

O vestuário

O diretor da série disse que o uso de detalhes é uma forma de respeito ao que ocorreu, assim como outros diretores fazem em obras sobre a Segunda Guerra Mundial, por exemplo.

Isso porque as roupas utilizadas nas usinas que aparecem na série, são idênticas às roupas utilizadas na vida real, mesmo que elas se pareçam com roupas de médico, isso é o que era utilizado na época.

Logo, o diretor está completamente satisfeito com o resultado do vestuário, já que ele foi extremamente detalhado e pessoas que passaram por aquilo podem olhar e se identificar, lembrando que eles realmente pensaram em todos os detalhes para fazer a série, o que remete ao respeito que o diretor quer.

Radiação

Os efeitos da radiação demonstrados na série não são completamente verdadeiros. Principalmente com relação aos cuidados que as pessoas com radiação recebiam, como por exemplo vodca e leite, já que não é assim na vida real.

Um dos homens que aparecem na série teve o corpo completamente devastado pela radiação na vida real, mas essa cena não é mostrada na série pois o próprio diretor disse que ele não queria dar um efeito sensacionalista para a história.

Portanto, a radiação é um pouco minimizada na série, mas ao mesmo tempo pode ser aumentada, já que alguns personagens pegam radiação apenas de tocar em outros, e isso não ocorre na vida real pois é necessário haver um contato entre partículas.

Receba Novidades

O discurso de Zharkov

Na vida real, Zharkov realmente existiu e era membro do Comitê de Gorbachev, líder da URSS na época. Na série, existe uma reunião e nela o Comitê decide minimizar o acidente e não contar para a população nada sobre o ocorrido para não causar alarde.

Na vida real esse discurso realmente ocorreu, mas as falas do ator na série são fictícias, assim como a representação da forma como foi feito esse discurso. De acordo com o diretor, a ideia era apenas representar como a URSS via esse problema na época e como ele deveria ser resolvido.

Portanto, o personagem não tem exatamente a função de representar como foi a reunião na íntegra, mas sim representar qual era a posição e os pensamentos da URSS quando o desastre acabou ocorrendo.

Os bombeiros

Muitas pessoas podem ter estranhado a presença de bombeiros sem proteção em uma área com radiação, mas a verdade é que isso realmente aconteceu na vida real. Os bombeiros foram chamados para a usina sem saber exatamente o que estava acontecendo, e por isso acabaram ficando expostos, já que não tinham roupa de proteção e alguns nem mesmo tinham capacetes.

Apesar dessa verdade, não existem relatos de bombeiros subindo em pilhas de detritos como a cena é representada na série. Muito provavelmente o diretor resolveu fazer a cena dessa maneira apenas para causar uma maior dramaticidade e chocar mais o público.

Portanto, a presença dos bombeiros é real, mas a forma como eles agiram e lidaram com a situação não é completamente verídica, já que o diretor focou mais no drama e no clima de tensão existentes na cena.

A ponte e a luz azul

Uma das cenas mais famosas e representativas da série é na verdade apenas uma lenda urbana feita para dar mais dramaticidade.
A cena em que os moradores vão até uma ponte e conseguem ver raios de luz sendo emitidos da usina e diversas cinzas sem saber exatamente o que estava acontecendo, é na verdade uma mentira. Ainda mais que na série todos eles acabam morrendo depois por conta da radiação no local.

Portanto, essa cena realmente pode considerada como completamente inventada, mais uma vez com o propósito de deixar a série mais dramática e causar maior comoção no telespectador.

Logo, agora você já sabe quais cenas são reais e quais são inventadas na série Chernobyl. Assim podemos perceber que mesmo as séries mais fiéis à realidade ainda se tratam de adaptações, e por esse motivo é extremamente comum que cenas sejam cortadas ou adicionadas para dar o efeito que o diretor quer.

Assim, da próxima vez que você assistir Chernobyl já vai saber exatamente quais cenas são reais e quais nunca ocorreram na vida real. Legal, né?!

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos

Selecionamos os melhores planos de telefonia, internet e tv por assinatura para o seu perfil.