Conheça os 10 Benefícios do Café

Conheça os 10 Benefícios do Café

Felipe Felipe 06 ago 2019

Quando as pessoas pensam em café, geralmente pensam em sua capacidade de fornecer um impulso energético. No entanto, de acordo com algumas pesquisas, uma xícara de café também pode oferecer alguns outros benefícios importantes para a saúde. Prepare o seu cafezinho e confira abaixo os principais benefícios do café para a nossa saúde.

Receba Novidades

Reduz o Risco de Cirrose

Tomar café regularmente pode reduzir o risco de doença hepática em 70%.  A doença hepática crônica é uma das causas mais comuns de morte relacionadas à doença nos Estados Unidos. Estima-se que 31.000 indivíduos americanos morrem de cirrose a cada ano. É preocupante que a doença hepática também esteja em ascensão no mundo ocidental. Isto é principalmente devido ao consumo excessivo de álcool, calorias e gorduras. 

A cafeína, um dos principais componentes do café, pode estar envolvida. Em particular, a paraxantina – um dos principais metabólitos da cafeína.  Ele suprime a síntese do fator de crescimento do tecido conjuntivo, o que retarda seu crescimento. Isso, por sua vez, pode desacelerar o desenvolvimento de fibrose hepática, cirrose alcoólica e câncer de fígado., como menor risco de câncer de fígado, diabetes tipo 2 e insuficiência cardíaca.

Alivia Dor de Cabeça

Como a cafeína estreita os vasos sanguíneos que circundam o cérebro, para aliviar a dor, quando você para de tomar eles se expandem novamente, e isso pode retornar a dor.  A cafeína também pode ser um fator no que é conhecido como o uso excessivo de medicamentos ou recidiva de dor de cabeça. Isso pode acontecer quando você toma muito de algum tipo de analgésico ou o toma com muita frequência. Quando o medicamento desaparece, a dor volta pior do que antes. Quando você combina cafeína com analgésicos, essa condição é mais provável.

Proporciona Ingestão de Fibras

Ao contrário de outras bebidas comuns, o café pode ter altos níveis de fibra. Ter fibra na nutrição dietética ajuda a manter uma boa saúde intestinal, reduzindo o colesterol no sangue e controlando os níveis de açúcar, o café fermentado contém fibras solúveis, assim como encontrado na farinha de aveia e maçãs que ajudam a digestão, ajudam o corpo a absorver nutrientes vitais e regulam o colesterol.

Diminui o Risco de Diabetes

Aumentar a ingestão de café pode realmente diminuir o risco de desenvolver diabetes tipo 2.  Para aqueles que já têm diabetes tipo 2, o café pode ter efeitos adversos, a curto prazo, a cafeína tem demonstrado aumentar os níveis de glicose e insulina.

Tomar uma cápsula de cafeína antes de comer resultou em maior glicemia pós-refeição em pessoas com diabetes tipo 2, além de um aumento na resistência à insulina.  Beber café com cafeína durante um longo período de tempo também pode alterar seu efeito na glicose e na sensibilidade à insulina. A tolerância do consumo a longo prazo pode ser o que causa o efeito protetor.

Reduz o Risco do Mal de Alzheimer

Pessoas que tomavam de três a cinco xícaras de café por dia tem 65 por cento menos probabilidade de desenvolver demência, em comparação àquelas que bebiam duas xícaras ou menos.  Em animais, a cafeína tem mostrado reduzir os níveis de placas beta-amiloides , o biomarcador associado à doença de Alzheimer. O consumo de café também reduz o risco de diabetes tipo 2 e doenças vasculares, dois fatores de risco para demência que podem fazer a probabilidade de desenvolver a doença. Os fenilindanos impedem que tanto a beta-amiloide quanto a tau, o outro principal biomarcador na doença de Alzheimer, se aglomerem.

Reduz o Risco de Depressão

A cafeína não estimula apenas o sistema nervoso central, mas pode atuar como um antidepressivo leve, aumentando a produção de certos neurotransmissores no cérebro, incluindo serotonina, dopamina e noradrenalina. Isso poderia explicar o menor risco de depressão entre os bebedores de café que haviam sido encontrados em estudos epidemiológicos anteriores, Apesar dos achados, os autores não recomendam que adultos deprimidos aumentem o consumo de cafeína, porque a maioria dos indivíduos ajusta sua ingestão de cafeína a um nível ideal para eles e um aumento pode resultar em efeitos colaterais desagradáveis.

Receba Novidades

Protege Contra o Mal de Parkinson

O consumo de café parece reduzir ou retardar o desenvolvimento da Parfkinson e a cafeína é provavelmente o fator causal. As características cardinais da doença de Parkinson são o abrandamento da função motora, o tremor de repouso, a rigidez muscular, os distúrbios da marcha e o comprometimento do reflexo postural. A lesão patológica subjacente é a destruição progressiva dos neurônios dopaminérgicos no mesencéfalo. Baixas doses de cafeína antagonizam principalmente os receptores A2A da adenosina, que estão localizados com receptores dopaminérgicos D2 no estriado, ou seja, a região cerebral envolvida no controle da locomoção e movimento e na qual a neurotransmissão dopaminérgica é dramaticamente prejudicada em pacientes com Parkinson.

Diminui Risco de Doenças Cardíacas (ou Aumenta)?

Enquanto alguns estudos alertam que o consumo de café pode aumentar o risco de eventos cardiovasculares, outros sugerem que ele pode ajudar a manter a saúde cardíaca e a função dos vasos sanguíneos.  Recente estudo sugeriu que beber regularmente muito café contribui para a rigidez aórtica – é quando a aorta, que é o maior vaso sanguíneo no corpo humano, torna-se cada vez menos flexível. A rigidez aórtica pode contribuir para o risco de doença cardiovascular. 

Ao mesmo tempo, outras evidências indicaram que beber mais de três xícaras de café por dia pode proteger contra a aterosclerose , uma condição na qual a placa se acumula dentro das artérias, impedindo que o sangue flua normalmente.  As últimas pesquisas fecharam questão: o café não aumenta o risco de problemas cardiovasculares consumidos com moderação.

Promove Longevidade

Beber mais café pode reduzir significativamente o risco de mortalidade de uma pessoa.  Pesquisadores descobriram que o café aumenta a longevidade em várias raças.  Dados de populações diversas, envolvendo pessoas de  estilos de vida,  hábitos alimentares e sensibilidades muito diferentes – apresentaram padrões semelhantes na relação café versus longevidade e descobriu que a mortalidade estava inversamente relacionada ao consumo de café para doenças cardíacas, câncer, doenças respiratórias, derrame cerebral, diabetes e doenças renais.

Combate a Doença Periodontal

O consumo de café foi associado a uma redução pequena, mas estatisticamente significativa, do número de dentes com perda óssea periodontal. Os pesquisadores concluíram que o consumo de café pode ser protetor contra a perda óssea periodontal em homens adultos. Os pesquisadores controlaram fatores de risco, como consumo de álcool, educação, status de diabetes, índice de massa corporal, tabagismo, frequência de escovação e uso de fio dental, e tratamento periodontal recente ou limpeza dental.

Vale lembrar que esses benefícios valem para o consumo moderado do café. Tudo em exagero pode gerar desequilíbrios, né? No caso do café, é um volume entre 3 a 4 xícaras ao dia.

planos de telefonia e internet móvel empresariais da Oi

Gosta de um cafezinho? Conte pra gente aqui embaixo.

Até a próxima leitura!

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos

Selecionamos os melhores planos de telefonia, internet e tv por assinatura para o seu perfil.