Qual é a utilidade de um celular? Para que ele serve?

Qual é a utilidade de um celular? Para que ele serve?

Flavio Flavio 23 mar 2020

Os aparelhos celulares tornaram-se indispensáveis na nossa vida. Toda pessoa que está inserida na sociedade possui um smartphone. Apesar da principal função ser as ligações e chamadas em movimento, estes pequenos aparelhos contam com inúmeras opções e utilidades. Mas afinal, para que realmente serve um celular?

Para comunicação, certo? Errado! Muito mais do que isso, hoje em dia os celulares contam com inúmeras funções e através dos Apps, os usuários podem realizar uma série de ações.

A seguir mostraremos como essa ideia de que “os celulares servem apenas para chamadas” ficou para trás, e as novas gerações de smartphones surpreendem cada dia mais! Vamos lá!

Receba Novidades

Qual a utilidade de um celular?

Inicialmente, a principal função e motivo dos telefones móveis serem criados e desenvolvidos era para realizar chamadas à distâncias significativas, enquanto o usuário se movimentava, ele podia falar ao celular, tanto para um número fixo, como para outro aparelho móvel.

Os aparelhos da primeira geração (1G), lançados em meados de 1980, vinham com uma única função: realizar chamadas. Apenas, e para isso que o celular foi criado. Para o usuário poder falar com outro independente da distância. O primeiro aparelho a chegar ao mercado foi o Motorola DynaTAC 8000x, no ano de 1983.

O sinal de cobertura disponibilizado pelas operadoras dava esse suporte e então, muitos celulares foram comprados na mesma década. Foi uma super novidade e logo os aparelhos entraram no mercado de massa. Todo mundo precisava ter um – apesar das poucas funções disponibilizadas.

No início da década de 90, o que era analógico virou digital e vieram inúmeras outras funções: Agenda de contatos, calendário, e-mail, SMS, jogos, fuso horário mundial, lanterna e outras opções extras para todos usuários que comprassem os celulares, que foram diminuindo de tamanho. No final da década, já existiam inúmeros modelos, das mais variadas empresas.

Nokia, Motorola, BlackBerry, Samsung, dominavam o mercado e lançaram os melhores celulares da época, cada uma com seu diferencial e design específico. E cada vez mais, os aparelhos que antes eram apenas telefones móveis foram se transformando em verdadeiras máquinas, em computadores que cabem no bolso de qualquer pessoa.

Smartphone: muito mais que um telefone móvel

Nunca na história da humanidade uma invenção tinha sido desenvolvida tão rápida, um turbilhão de novidades; com acesso à internet, os celulares modificaram de vez a experiência e interação do usuário com o aparelho e com outros usuários.

O primeiro smartphone lançado no mercado foi o IBM SIMON, no ano de 1994; o aparelho não chegava nem perto dos que conhecemos hoje, porém, para a época era uma grande novidade.

Desde então uma evolução frenética aconteceu. Muitas empresas passaram a investir pesado na produção de tecnologia e desenvolvimento de novos softwares.

E com a chegada dos smartphones, o que antes era a principal função do celular (realizar ligações) virou apenas mais um detalhe. O leque imenso de possibilidades que eles disponibilizam aos usuários encantou e caiu de vez no gosto popular. Hoje em dia, dificilmente você vê alguém sem um smartphone.

Mas é impossível falarmos da evolução dos smartphones, sem falarmos da Apple e de Steve Jobs. Em 2007, a empresa “revolucionou” o mercado de celulares e iniciou um novo padrão para os aparelhos. O primeiro iPhone surpreendeu, pois além disponibilizar as funções que todos os outros aparelhos disponibilizavam, ele ainda contava com um visual incrível e moderno; sem teclado físico (o primeiro) e com tela tátil de 3,5 polegadas.

iPhone: a primeira mudança

Steve jobs no evento de inauguração do aparelho, em Berlim, disse: “nós modificamos a experiência dos usuários com seus aparelhos celulares”. Modificaram, e muito! Tanto que depois de 2007, poucas empresas lançaram aparelhos com teclado físico. Todas mantiveram o padrão que a Apple impôs ao mercado. Com a tela grande e tátil, um botão “home” logo abaixo, câmera traseira e um tamanho de no máximo 6 polegadas.

O primeiro aparelho lançado pela Apple foi o primeiro a possuir sistema de sincronização com músicas, um vasto espaço para armazenamento de fotos e a possibilidade de instalar novos aplicativos.

E não parou por aí, nos anos seguintes a empresa desenvolveu ainda mais o aparelho e lançou novos modelos, cada vez mais eficientes e com mais funções; hoje a Apple conta com 21 modelos de iPhones. Claro, outras empresas (que vamos falar a seguir!) também criaram modelos incríveis e lideraram as vendas por um bom tempo.

E com um smartphone hoje, você pode filmar, assistir vídeos/filmes, tirar fotos, acessar sua conta bancária, pagar faturas, ver receitas culinárias, locomover-se com exatidão(GPS), jogar inúmeros jogos, entre muitas outras possibilidades que esses pequenos aparelhos disponibilizam aos seus usuários.

Receba Novidades

A concorrência alavancou a tecnologia

Após a Apple lançar o primeiro modelo de smartphone (telefone inteligente) em 2007, muitas outras empresas viram que se não seguissem o padrão e fizessem algo à altura, ficariam para trás.

E em 2008, a Google lançou o sistema Android, o mais vendido de todos os tempos. Junto à isso, a Samsung criou o primeiro Galaxy no ano seguinte, que inclusive contava com o sistema Android.

O Galaxy é o aparelho mais famoso e vendido, pois não é tão caro quanto um iPhone e disponibiliza praticamente as mesmas funções. E desde 2009, essas duas empresas disputam a liderança de vendas e todo o mercado de smartphones giram em torno delas.

Ambos disponibilizam experiências únicas aos usuários, que cada vez mais “dependem” dos aparelhos para fazerem as tarefas do dia a dia. Dificilmente você encontrará alguém que não possua um Android ou mesmo um iPhone.

Mas o mercado sempre se renova, e novos aparelhos estão surgindo a todo momento. A cada dia que passa, empresas, startups, desenvolvem novas práticas tecnológicas, “revolucionando” os aparelhos celulares, assim como Steve Jobs fez em 2007 e Martin Cooper, da Motorola fez em 1983.

Diversas empresas vêm crescendo no mundo todo, como é o caso das chinesas Huawei e Xiaomi, que estão desenvolvendo tecnologias avançadas e smartphones da mesma qualidade – ou até superiores –, dos que os citados acima.

E você? Para que utiliza seu celular? Deixe um comentário abaixo e continue acompanhando nossos artigos!

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos

Selecionamos os melhores planos de telefonia, internet e tv por assinatura para o seu perfil.