Qual foi o primeiro estádio a ser construído no Brasil?

Qual foi o primeiro estádio a ser construído no Brasil?

Flavio Flavio 18 mar 2020

Em 1947, ocorreu o debate sobre a construção de um estádio de futebol no Rio de Janeiro, então capital do Brasil. Naquela época, o futebol já havia transcendido seus limites amadores. O primeiro estádio público do Brasil, o Estádio Municipal do Pacaembu, em São Paulo, foi inaugurado na década de 1940. Após esse evento marcante, foi decidido que um estádio público de grande capacidade fosse construído na capital do país. Essa arena seria o Estádio Municipal do Rio de Janeiro, ou Maracanã – o nome de um rio próximo – como costuma ser chamado.

Receba Novidades

Até a criação do Maracanã, os maiores estádios do Rio de Janeiro eram os médios afiliados aos times de futebol da cidade. Consideradas conquistas grandiosas em sua época, algumas dessas estádias renomadas foram desenvolvidas para sediar as principais competições internacionais de futebol. Por exemplo, foi o caso do estádio do Fluminense, estabelecido nos primeiros anos do futebol brasileiro, quando o jogo era uma reserva amadora das classes altas. Localizado em uma área rica do sul do Rio, em terras pertencentes à família Guinle, foi inaugurado em 1919 para o terceiro campeonato sul-americano. Veja alguns dos estádios ativos antes da construção das principais arenas atuais do futebol:

Qual Foi o Primeiro Estádio a Ser Construído no Brasil?

Estádio João Martins

Estádio João Martins, localizado em Santana do Livramento, foi inaugurado em 13 de abril de 1921, com capacidade para 7.000 torcedores, pertencente ao Esporte Clube 14 de Julho, o terceiro clube mais antigo em atividade no Brasil, fundado em 1902, dois anos depois do Rio Grande-RS e da Ponte Preta de Campinas, SP. Em 1995, foi local de preparação da seleção brasileira para a Copa América.

Estádio Ulrico Mursa

Estádio Ulrico Mursa, localizado no bairro de Jabaquara em Santos (SP), foi inaugurado em 5 de dezembro de 1920, com capacidade para 7.000 torcedores, pertencente à Portuguesa Santista. O nome do estádio é uma homenagem à um dos maiores beneméritos do clube o engenheiro Ulrico Mursa que doou o terreno ao clube para a construção do estádio. Uma justa homenagem.

Estádio Manoel Schwartz

Estádio das Laranjeiras, localizado no bairro do mesmo nome, no Rio de Janeiro, foi inaugurado em 11 de maio de 1919, com um jogo onde a Seleção Brasileira goleou a Seleção Chilena pelo placar de 6X0, o estádio tem capacidade para 8.000 pessoas, embora tenha recebido um público recorde de 25.000 pessoas num Fla X Flu de 1925.  O estádio foi palco do primeiro jogo da seleção brasileira, 2 a 0 sobre o Exeter City, da Inglaterra. O estádio pertence ao Fluminense que deixou de utilizar o estádio para jogos oficiais desde 2003.

Estádio do Remo do Pará

Baenão, localizado na travessa Antonio Baena, seu nome alude a sua localização na cidade de Belém do Pará, foi inaugurado em 15 de agosto de 1917, com capacidade para 17.000 torcedores, embora tenha recebido um público recorde de 33 mil pessoas num jogo entre Remo e Paissandu em 1976. O estádio pertence ao clube do Remo.

Estádio do Santos de Pelé

Vila Belmiro, localizado na cidade litorânea de Santos em SP, foi inaugurado em 22 de outubro de 1916, com capacidade para 16.000 torcedores, pertence ao “Peixe”, conforme é chamado o clube do mesmo nome da cidade, o Santos.

Estádio Ronaldo Nazário de Lima

Estádio, localizado na Rua Figueira de Melo,  no bairro de São Cristóvão no Rio de Janeiro, foi o clube que revelou o craque Ronaldo Fenômeno em sua categoria de base, o estádio foi inaugurado em 23 de abril de 1916 e pertence ao clube do mesmo bairro, o São Cristóvão. O estádio recebeu um público de 19 mil pessoas numa partida em 1926 numa partida dos donos da casa contra o Vasco. Curiosamente o Santos adotou seu uniforme branco inspirado no São Cristóvão, contra quem atuou na inauguração do estádio.

Estádio do Guarany de Bagé

Estádio Estrela D’Alva, localizado na cidade de Bagé (RS), o estádio pertence ao Guarany e foi inaugurado em 13 de junho de 1915, com capacidade para 10.000 torcedores

Arena da Baixada

Arena da Baixada, localizado em Curitiba (PR), om estádio pertence ao Clube Atlético Paranaense e foi inaugurado em 6 de setembro de 1914, com capacidade para 42.000 pessoas. O estádio é mais antigo do que o próprio clube que foi fundado dez anos mais tarde (1924), que herdou a casa do Internacional, clube que o precedera.

Receba Novidades

Estádio do Paissandu do Pará

Estádio da Curuzu, localizado em Belém do Pará, o estádio pertence ao Paissandu e foi inaugurado em 14 de junho de 1914, com capacidade para 16 mil lugares.

Estádio do Pelotas

Estádio Boca do Lobo, localizado em Pelotas (RS) é o estádio mais antigo do Brasil, tendo sido inaugurado em 25 de outubro de 1908, com capacidade para 23.000 lugares.

Estádio de São Januário

Outro exemplo digno de nota foi o estádio do Clube de Vasco da Gama. Um marco na popularização do futebol, o estádio foi construído em 1927 no antigo bairro real de São Cristóvão, um distrito do norte do Rio de Janeiro. Com capacidade para quarenta mil espectadores, São Januário foi a maior arena esportiva da América Latina até a construção do Estádio Centenário de Montevidéu, construído para o torneio da Copa do Mundo organizado pelo Uruguai em 1930.

O Maracanã

A necessidade de acomodar a demanda por grandes arenas esportivas tornou-se mais urgente em 1947, quando a FIFA anunciou que em 1950 o Brasil sediaria a quarta Copa do Mundo. A escolha ocorreu após um longo intervalo sem torneios, devido à Segunda Guerra Mundial. As autoridades federais e locais logo perceberam a urgência de construir um palco que atendesse aos altos padrões esperados.

A intenção era superar as limitações simbólicas inerentes a um estádio que não estava associado apenas a um determinado clube de futebol, mas também ligado a um regime ditatorial; sob o presidente Getúlio Vargas, São Januário tinha sido usado para organizar comícios políticos e desfiles cívicos com conteúdo predominantemente ideológico. O jornalista Mário Filho, grande entusiasta do torneio de 1950 e membro do comitê organizador, foi o anfitrião e recebeu a tarefa de acompanhar o presidente de longa data da FIFA, Jules Rimet.

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos

Selecionamos os melhores planos de telefonia, internet e tv por assinatura para o seu perfil.