Série Doctor Who: Crítica, Elenco, Sinopse e Número de Temporadas

Série Doctor Who: Crítica, Elenco, Sinopse e Número de Temporadas

Maria Maria 26 jan 2020

Existem séries que não conseguem se manter no ar por mais de 2 anos. Enquanto isso, existe Doctor Who, que foi criada na década de 60, e que até hoje continua recebendo novas temporadas!

Se trata de um dos produtos mais excêntricos e geniais da BBC/Londres, e fica até difícil falar dessa série em um espaço tão pequeno. Mas vamos tentar resumir essa maravilhosidade em poucas palavras.

Doctor Who é uma série de origem inglesa da mais pura ficção científica. Nela, conhecemos o extraterrestre que se chama “Doctor” (e a quem sempre perguntam “Who?”), que vem parar na terra através de sua máquina do tempo, a TARDIS.

Ele é um Senhor do Tempo, uma raça que foi extinta, e de cuja tragédia Doctor conseguiu escapar. Ele então passou a viajar pelo tempo/espaço em sua TARDIS, uma máquina de tecnologia humanamente desconhecida.

O que se sabe é que a máquina é capaz de assumir formas que sejam comuns ao tempo e ambiente em que o seu piloto desembarca. No entanto, por conta de um erro técnico, a TARDIS acaba travando na sua forma de cabine de polícia londrina da década de 50.

Receba Novidades

Doctor Who – Trocar O Protagonista Em Cada Temporada Se Tornou Um Sucesso!

Quando pensamos em séries que perderam seus atores protagonistas por alguma razão, logo pensamos que é impossível manter a série no ar. Mas, no caso de Doctor Who, trocar o ator principal se tornou uma marca registrada!

A série, que foi exibida pela primeira vez em 23 de novembro 1963, ganha um “novo Doutor” com frequência. Isso é justificado porque o personagem tem a capacidade de se regenerar, mudando completamente de corpo – mas mantendo alguns traços essenciais de sua personalidade.

O mais impressionante é que, de fato, é possível identificar semelhanças entre as atuações. O trabalho de direção e escolha de elenco é algo impecável nessa produção.

Doctor Who já possui 15 Doutores, somando desde 1963 até 2017. Veja a lista com os atores que assumiram esse importantíssimo papel:

• Primeiro Doutor: David Bradley, Richard Hurndall e William Hartnell;

• Segundo Doutor: Patrick Troughton;

• Terceiro Doutor: Jon Pertwee;

• Quarto Doutor: Tom Baker;

• Quinto Doutor: Peter Davison;

• Sexto Doutor: Colin Baker;

• Sétimo Doutor: Sylvester McCoy;

• Oitavo Doutor: Paul McGann;

• Doutor da Guerra: John Hurt;

• Nono Doutor: Christopher Eccleston;

• Décimo Doutor: David Tennant;

• Décimo primeiro Doutor: Matt Smith;

• Décimo segundo Doutor: Peter Capaldi;

• Décima terceira Doutora; Jodie Whittaker.

A possibilidade de mudar o ator principal foi uma jogada de mestre para o sucesso de Doctor Who. Afinal, é possível testar a aceitação do público, mantendo um doutor por mais ou menos tempo.

Atualmente, a série conta com a atuação exuberante de Jodie Whittaker, que, além de excelente atriz é a primeira mulher a compor o papel principal da série.

Até o Oitavo Doutor, estamos falando da série clássica. A partir do Nono Doutor, entra no ar a série nova, que começou a ser exibida em 2005, depois de muitos pedidos de fãs para o retorno do show.

Companions – Quem São Os Amigos Do Doctor Who?

Doctor Who é uma série que foge de qualquer padrão e qualquer clichê. Um alienígena sobrevoando o espaço e tempo em uma cabine de polícia azul já seria um roteiro demasiadamente ousado. Mas, além disso, existem outros elementos que são fundamentais na série.

Todos os doutores contam com a ajuda de um “companion”, um amigo inseparável que decide largar as suas obrigações na terra para viajar entre mundos resolvendo problemas e estabelecendo a paz. Veja algumas atuações que marcaram esse papel:

• Billie Piper: Rose Tyler

• Noel Clarke: Mickey Smith

• Catherine Tate: Donna Noble

• Freema Agyeman: Martha Jones

• Karen Gillan: Amy Pond;

• Arthur Darvill :Rory Williams.

Obviamente tiveram outros muitos nomes, mas esses são todos companions da nova geração de Doctor Who, e que cumpriram com um desafio muito delicado: manter viva a qualidade e o carisma das personagens.

Os companions sempre soaram como um contraponto ao Doutor. São pessoas com dramas humanos, e que conseguem enxergar e admirar a grandeza e a nobreza daquele Senhor do Tempo que viaja salvando vidas e ajudando criaturas.

Receba Novidades

Crítica (Sincera) Sobre Doctor Who – Assistir Ou Não Assistir?

Doctor Who é uma série genial, grandiosa, e talvez uma das coisas mais incríveis que uma televisão já produziu. Apesar disso tudo, não podemos negar o fato de que se trata de uma ficção cientifica das brabas.

Isso significa que, se você começar a ver a série hoje, ainda que opte por começar pelo arco mais recente, de 2005, verá efeitos especiais que são…no mínimo…esquisitos.

É claro que o seriado evoluiu esteticamente até os dias de hoje, mas é importante esclarecer que o foco nunca foram as cenas exuberantes e os efeitos impecáveis. Muito pelo contrário.

Apesar de tudo ser fantástico e até beirar o absurdo, a série se apega aos detalhes mais humanos e simplórios para passar a sua mensagem. É de sentimento que Doctor Who fala. De companheirismo, de empatia, de ajudar o próximo e respeitá-lo. E de não usar arma de fogo.

É uma série verdadeiramente rica, e que pode causar estranhamento a quem não está costumado com a ficção cientifica “raiz”, mas que tem todo o potencial do mundo para conquistar muita gente.

Embora seja sobre um alienígena, Doctor Who nos faz entender que estranhos somos nós, imersos em nosso egoísmo e nossa pequenez.

Quantas Temporadas Tem Doctow Who?

Se você está interessado em começar a assistir essa série, se prepare para se deparar com uma quantidade exorbitante de episódios e temporadas. A série clássica é composta por 26 temporadas.

Já a série atual contabiliza até o momento 12 temporadas. Os episódios são longos, as histórias são complexas e os vilões…são geniais! A mistura com certeza é um prato cheio para quem quer começar a assistir algo de altíssima qualidade.

É importante ainda esclarecer que alguns episódios foram perdidos para sempre, e existem apenas áudios legendados. Isso é realmente uma pena, mas talvez seja apenas mais um detalhe para engrandecer e enriquecer essa trama tão incrível.

Fique por dentro

Receba as novidades no seu e-mail.

icone newsletter
banner lateral

Encontre o plano ideal para você.

Veja os planos

Selecionamos os melhores planos de telefonia, internet e tv por assinatura para o seu perfil.